Pages

domingo, 24 de julho de 2011

Ainda posso sentir sua respiração

"Estou aqui, afogada em lágrimas, pelas quais, não tem aspecto visível, são lágrima presas e muito bem camufladas". Ouço lamentos de muitas pessoas, aquelas que nunca vi, nem as conheço, chorando por alguém que não está mais em vida. É estranho como pode haver tanto amor por algo intocável. É estranho sentir um amor pelo qual nunca nem sentiu por alguém que jurou amor eterno. Se tudo isso é estranho, assim, pra mim, mera ilusória realista, imagine o ídolo endeusado. Senti-se como em meio a tanto sentimento desconhecido.
Amyzinha não morreu... De forma alguma. Ela ainda vive. Pode ser uma forma de poupar a dor do mundo, mas não é não. É apenas uma forma de dar valor a tudo aquilo criado em vida... E as coisas erradas? Bom, ser humano é propício a isso. E se não fossem esses desastres pessoais, não teria criado a fama disso tudo. Papo clichê? Pode até ser, mas é o real.
Vários dos meu melhores se foram, esses vários que durante anos fizeram parte de minha personalidade, de minhas escolhas, nem sabendo de minha pobre existência.
Mas mesmo transformando-se em lendas, deixaram rastros para trás... Milhões de feitos. Frases construídas. Histórias que comprovam que passaram por essa vida. Talentos esses que nunca irão morrer... E milhões de fãs, jurando amor eterno, amor verdadeiro. 
Acordei assim, com saudades incalculáveis de meus ídolos. E sei que uma parte deles sobrevive a mim, a mera mortal inreconhecida.

I can still feel the breath... Kurt Donald Cobain. Lee Alexander McQueen. Amy Jade Winehouse.

1967 - 1994
1969 - 2010



1983 - 2011
 

1 comentários:

- Ella' disse...

Concordo plenamente com o que você disse. Também me doe muito.

Postar um comentário

 

Blog Template by YummyLolly.com